....A NOSSA ÁFRICA..A NOSSA ÁFRICA....

L.Breshnev_in Guinea_1961.png

1955. No ano da cimentação da Guerra Fria na Europa, a União Soviética lança nos novos estados independentes africanos um programa de ajuda humanitária centrado na ideologia marxista.

Gradualmente, os Soviéticos estendem a sua influência em África ao longo dos 35 anos seguintes, numa expansão de norte para sul, que culminou com uma intervenção decisiva nas antigas colónias portuguesas.

Para documentar o “imparável avanço glorioso do socialismo”, um “batalhão” de cineastas soviéticos é enviado para os cantos mais remotos de todo o continente africano.

O desmoronamento do império soviético é acompanhado por uma reorientação geo-política.

A nova Rússia já não se interessa por África. Herdou, no entanto, quilómetros de película, filmados em solo africano. Com a ajuda de alguns dos cineastas da altura, A Nossa África, recria os tempos da “Grande Utopia” e expõe os mecanismos escondidos por trás das câmaras que criaram estas imagens.

PT
EN